Josinaldo vence eleição da UVP e vereadora de Arcoverde, Célia Cardoso, reelege-se para a UVP Mulher


Na manhã de sábado (25), na cidade de Bonito-PE, ocorreu a eleição da nova diretoria da União dos Vereadores de Pernambuco-UVP, elegendo-se de forma expressiva, por 601 a 291 votos, a chapa 01, composta por Josinaldo Barbosa (PTB), presidente da câmara municipal de Timbaúba e Antônio Henrique Ferreira (PSB), presidente da câmara municipal de Sertânia, como presidente e vice-presidente, respectivamente.

Já na Coordenadoria da UVP Mulher, a vereadora e presidente da Câmara Municipal de Arcoverde, Célia Cardoso (PSB), foi reeleita para mais dois anos. No final desta semana, a vereadora lançou uma carta aberta defendendo mais mulheres na política e pregou a regionalização das ações da União dos Vereadores de Pernambuco Mulher. Ela também pregou a realização de um calendário que valorize os temas referente a mulher.

Hábil,  a vereadora conseguiu unir tantos os vereadores da situação como da oposição em Arcoverde (Zirleide e Heriberto) em torno de seu nome e nas últimas semanas fez uma verdadeira peregrinação nas cidades circunvizinhas em busca de votos para a chapa liderada por Josinaldo Barbosa.

Desde 1975, ano em que foi criada, a UVP destaca-se pela unidade da categoria, defesa dos interesses do parlamento municipal e prestação de serviços aos associados. Ao longo desses anos, a entidade tem se comprometido com o fortalecimento e a transparência do Poder Legislativo Municipal, por isso a cada ano trabalha auxiliando os vereadores no exercício do mandato parlamentar através de capacitações, difundindo a importância deles para a população.

Em entrevista ao um blog da região de Bonito, a vereadora arcoverdense destacou que “a sua experiência de 8 mandatos e duas presidências na Casa James Pacheco serão importantíssimas para dar uma guinada e fazer avançar as lutas das mulheres por mais espaço e participação na política e, para isso, não vou abrir mão de conversar com os vereadores em busca de um fortalecimento da UVP Mulher e da União dos Vereadores como um todo”.

Sempre polêmica, ora governo, ora oposição quando discorda dos caminhos governistas, a vereadora Célia Cardoso é de opinião forte e, muitas vezes, nem sempre agrada, mas mesmo os que não concordam ou não votam nela respeitam sua franqueza. Primeira mulher eleita em Arcoverde, em 1988, abriu caminho para outras mulheres chegarem a Casa James Pacheco e, pelo menos, três chegarem a Prefeitura de Arcoverde.

Reportagem do blog a Folha das Cidades
Google Plus

0 comentários:

Postar um comentário