Prefeita Madalena reorganiza internamente o governo e cria secretaria de Cultura


Dentro do processo de valorização e fomento da cultura, a Prefeita de Arcoverde, Madalena Britto, realiza reestruturação interna no governo e cria a secretaria de Cultura, que passa a ser Secretaria de Cultura e Comunicação.

O projeto de lei passou na Câmara de Vereadores de Arcoverde, nesta segunda- feira (20). Essa já era um tema que vinha sendo estudado para a concretização efetiva da promoção das políticas públicas desde a gestão anterior, quando houve também uma sugestão de indicação de nomes como a da secretária, antes apenas de Comunicação, Teresa Padilha, pelo movimento cultural.

Jornalista por formação, Teresa desempenha um bom trânsito na cultura por onde já desenvolveu projetos de comunicação e produção cultural no município. Dessa maneira, a prefeita reorganiza o quadro e nomeará também um novo diretor de cultura, Vinícius Carvalho, assim como, o articulador de política cultural, Henry Pereira.

“Vinícius e Henry são dois profissionais experientes em política pública para a cultura. Neste momento é muito importante ter duas pessoas técnicas da área, eles legitimam a luta cultural.”, pontua a secretária Teresa Padilha, que salienta ainda: “Temos muito o que fazer. A primeira providência é ouvir as demandas e discutir prioridades com a sociedade cultural dentro das suas diversas linguagens.”, diz.

“Fico muito feliz de ser convidado para exercer a função, em um projeto denso. Significa uma quebra de paradigma e elevação do patamar da área de cultura. É uma área estratégica e a Prefeita Madalena aponta esse caminho pautando a implantação do sistema municipal de cultura como prioridade de governo.”, destaca Vinícius, que desempenhou entre outras funções na área pública, a de Diretor Executivo da Secretaria de Cultura do Governo Pernambuco, Diretor do Festival de Inverno de Garanhuns e Coordenador do Festival Pernambuco Nação Cultural.

Para a nova diretoria de cultura, algumas ações já fazem parte do planejamento de execução como: atividades de formação; realização de levantamento e cadastro de todos artistas, grupos e instituições por segmento de atuação; mapeamento e planejamento de ações para a área de Cultura Popular; elaboração de projeto de recuperação e gestão do Teatro; criação de novas condições de funcionamento do Cinema Rio Branco, neste ano centenário do equipamento; reconhecer Arcoverde como grande polo de cultura do Nordeste e propor idéias de melhoria do São João e demais eventos importantes.
“Nossa ideia é de fomentar a cultura com o que já temos.

 Arcoverde é um celeiro e vamos nos aproximar das diversas expressões artísticas e culturais para compreender a história, acompanhar o que tem sido produzido e estimular as atividades que já acontecem. Além de trazer novas idéias.”, pontuou o articulador Henry Pereira, já conhecido do movimento por ter sido chefe de departamento de Cultura, da Prefeitura de Arcoverde, em 1997, e ocupou, mais recentemente, o cargo de Articulador da Política de Cultura para povos Tradicionais, na Fundarpe.

ESTRUTURA- Com a junção das duas pastas de Cultura e Comunicação, a nova estrutura não trará nenhum acréscimo em orçamento no que se refere a cargos comissionados da prefeitura, apenas existirá um nova nomenclatura para alguns departamentos. Gustavo Azevedo, antes diretor de Cultura, agora será diretor de Relações Públicas e se mantém como uma das peças chaves na organizacão de eventos da prefeitura.


Já a Secretaria de Cultura vai contar, portanto, além da Diretoria, com os Departamentos de Política Cultural e Articulação Institucional; de Patrimônio, Preservação e Memória; o de apoio às Bandas Municipais e a Divisão de Difusão e Formação. Os demais cargos de comunicação permanecem os mesmos, assim como na Secretaria de Educação, que passa a ser Educação e Esportes.
Google Plus

0 comentários:

Postar um comentário