Guga Lins se reúne com o Secretário de Defesa Social para pedir mais policiamento para Sertânia


O ex-prefeito de Sertânia Guga Lins (PSDB), retomou sua agenda política

Nesta quinta-feira (11), o ex-prefeito  participou de uma importante reunião em Recife, com o Secretário de Defesa Social do Estado Ângelo Gioia, onde foi reforçar o pedido de mais policiamento para Sertânia. Além de Guga, participaram da reunião o deputado estadual Eriberto Medeiros, o deputado federal André de Paula, o empresário e presidente da CDL de Sertânia, Paulo Roberto, os vereadores Damião Silva, Dóia do Rio da Barra, Vando do Caroá, Junhão Lins e Dr. Orestes e representantes de associações e da maçonaria. O grupo entregou ao secretário documento com sugestões e pleitos para enfrentar o problema da segurança pública.
O município está sem delegado titular, sem efetivo e com policiais militares trabalhando em situação precária. Sensibilizado com a situação, o secretário Ângelo Giogia prometeu nomear um delegado titular, e aumentar o efetivo policial em Sertânia nos próximos dias. As demais sugestões apresentadas durante a reunião serão analisadas pela SDS.
Sertânia está localizado num eixo estratégico também para o crime organizado, sendo cortada por importante rodovia que interliga o Sertão do Pajeú pernambucano e a Paraíba. Criminosos tem utilizado essas rotas para escoar cargas roubadas e drogas.
MPPE recomenda
O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) expediu em 2016 duas recomendações, em caráter de urgência, cobrando ao secretário Estadual de Defesa Social (SDS), ao chefe da Polícia Civil de Pernambuco (PCPE), e ao comandante-geral da Polícia Militar de Pernambuco (PMPE), a adoção imediata de medidas para melhorar as condições de trabalho dos policiais e reforçar o efetivo das forças de segurança em Sertânia, no Sertão.
O promotor de Justiça Júlio César Elihimas solicitou a implantação do funcionamento ininterrupto da delegacia, com atendimento 24 horas para a população, especialmente para lavratura de boletins de ocorrência, autos de prisão em flagrante e de apreensão de adolescentes em conflito com a lei.

Google Plus

0 comentários:

Postar um comentário