Vereadores do governo aprovam voto de repúdio a Arcotrans


Na noite desta segunda-feira (9), uma votação inusitada marcou a Sessão Ordinária da Câmara de Vereadores de Arcoverde. Durante o chamado primeiro expediente, quando os parlamentares apresentam seus requerimentos, o vereador da oposição, Heriberto do Sacolão (PTN), apresentou um voto de repúdio a Autarquia de Trânsito e Transporte de Arcoverde – Arcotrans e a seu presidente, Vlademir Cavalcanti.

O motivo do voto de repúdio seria em virtude da atitude da autarquia e do BPTran de multar os motociclistas que acompanhavam o cortejo fúnebre de Túlio Góis, ocorrido na semana passada, por estarem sem o capacete no percurso entre o Clube dos Subtenentes, aonde o corpo estava sendo velado, e o cemitério do São Miguel.

O vereador Heriberto lamentou a atitude da Arcotrans, mas a vereadores Luiza Margarida (PP) saiu em defesa do presidente da entidade, Vlademir Cavalcanti, embora tenha sido uma das vereadoras que aprovaram o requerimento do vereador oposicionista. A defesa da vereadora foi na contramão do voto.

Votaram a favor do voto de repúdio a Arcotrans e seu presidente, os vereadores oposicionistas: Zirleide Monteiro (PTB) e o auto do requerimento, Heriberto do Sacolão (PTN); e por incrível que pareça, os vereadores governistas, inclusive o líder do Governo: Everaldo Lira (PMDB), Luiza Margarida (PMDB), Geraldo Vaz (PSD), Cybele Roa (PP), Wervertton Siqueira (PSB), João Taxista (PRP) e Cleriane Medeiros (PRTB). A vereadora Célia Almeida (PSB) como presidente da Câmara não vota.
Google Plus

0 comentários:

Postar um comentário